março 17, 2007

É aquela velha história de que amigos a gente não esquece.

Reencontrei três amigas, numa noite muito gostosa de chopps, risos e muita confirmação de amizade.

Convivemos no ambiente de trabalho durante anos e acompanhamos os casamentos, sucessos e outros não tanto. Daí para a frente, cada uma seguiu o seu caminho, com alguns encontros de interseção, ao longo desse tempo.

Uma das queridas é professora de Português e Literatura, agora entrando pelos campos da Psicanálise. Brilhante! Dona de suas palavras, ouvidos atentos, peito aberto.

A outra querida dava aula de Francês, estudou Economia e agora faz MBA em Administração. Tem uma educação atenciosa com as pessoas e é muito engraçado o jeito que combina a maneira de dizer as coisas com a sua figura séria e aristocrática.

A outra querida, que não via há cinco anos é das geografias; é geógrafa. Excelente professora, meiga e hoje, meio assustada com toda a sua maturidade e responsabilidade.

Pode parecer que foi papo cabeça, cult ou como queiram classificar essa reunião de mulheres bonitas, cada um num lugar nesse mundo, com desejos, problemas e realidades diferentes, mas foi uma noite muito da divertida, de gente disposta a jogar tudo para o alto, ainda que por uns momentos que seja.

2 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

O "tempo" vem provar que só houve um arredondamento e estreitamento de nossos laços, pois amizade é o que sempre garantiu a proximidade entre pessoas queridas. Saí muito mais "enriquecida" de nossas gargalhadas, chopes, papos, memórias, projetos, tira-gostos...
Que bom que tem sabor de "quero-mais"!
beijos,
Márcia

8:00 AM  
Blogger Claudia disse...

E, falando nisso, to com saudade!
:)
beijo grande!!
Claudia (a flor dite!)

10:45 AM  

Postar um comentário

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial